Espanhol Inglês Francês Alemão Italiano Português Russo

(Tradução automática)

Estradas e transportes europeus e espanhóis no contexto dos anos XNUMX (e II)

Tariq BERMEJO FREIRE
Engenheiro civil, Canais e Portos

Sumário

Este trabalho está publicado em duas partes. A segunda delas é apresentada a seguir, a primeira tendo sido incluída no número janeiro-abril de 2019 (nº 223) da Revista rodovias.

A década de XNUMX é uma fase de grande desenvolvimento no transporte, consequência da generalização do uso de veículos pesados ​​de grande porte, combinando baixo custo e acessibilidade. Os caminhões passam a ser uma verdadeira competição para a ferrovia, que perde participação, considerando os primeiros fechamentos de linhas não lucrativas. Na Europa, iniciou-se a reconstrução da rede viária, retomando a ideia dos anos XNUMX para a construção de autoestradas, com destaque para Alemanha e Itália, que deram continuidade a esta política rodoviária, cujos frutos frutíferos começaram a ser vistos já no final da década e nos anos sessenta. As estradas espanholas começaram a apresentar sinais de melhoria após a aprovação do Plano de Modernização, com adequações de alguns traçados e obras nos acessos às principais cidades. Com o aumento do tráfego, tornou-se evidente a necessidade de um novo plano, obrigando o Governo em geral, e o Ministro das Obras Públicas em particular, a agir de forma indelével para a resolução do problema. Da mesma forma, a motorização chega à Espanha, com o surgimento de inúmeras empresas que começaram a satisfazer os desejos dos usuários e as necessidades do país.

PALAVRAS CHAVE

Reconstrução, Motorização, Plano de Modernização, Tráfego, Rede rodoviária, História, Transporte.

Associação Espanhola de Estrada
Goya, 23 - 4º direito.
28001 - MADRID (Espanha)
Tel.: (34) 91 5779972
Email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Seguimos em:

Os cookies nos permitem oferecer aos nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso de cookies. Consulte a política de cookies