Espanhol Inglês Francês Alemão Italiano Português Russo

(Tradução automática)

estrada de Avaliação de Sustentabilidade

Antonio AGUADO
ETS Ingenieros de Caminos, Canales y Puertos. Universidade Politécnica da Catalunha

Jaime Carlos GÁLVEZ
ETS Ingenieros de Caminos, Canales y Puertos. Universidade Politécnica de Madrid 

Albert AGUADO-LOCATÁRIO
Engenharia inteligente. Universidade Politécnica da Catalunha

Pablo PUJADAS
ETS Ingenieros de Caminos, Canales y Puertos. Universidade Politécnica da Catalunha 

David FERNÁNDEZ-ORDÓÑEZ
fib, Secretário Geral (Lausanne, Suíça) 


Sumário

As estradas, especialmente estradas, séculos de existência acumulado. O seu design, construção, operação, manutenção e desactivação foi adaptado às exigências e desafios de cada época. A sustentabilidade é um dos principais desafios da nossa sociedade, incluindo como pilares de aspectos econômicos, ambientais e sociais. Avaliar a sustentabilidade da infra-estrutura, como estradas é um desafio ainda não resolvido. Por outro lado, o mau uso do termo sustentabilidade representa uma ameaça para alcançar o objectivo de avaliar a sustentabilidade das estradas. Como o conceito de sustentabilidade implica diferentes requisitos e critérios, parece razoável a utilização de métodos multi-critérios na tomada de decisões.

Este artigo apresenta uma breve revisão dos métodos disponíveis para avaliar a sustentabilidade da infra-estrutura. Além disso, propõe o método MIVES para avaliar a sustentabilidade das estradas. É um multi-critério, que abrange os três pilares da abordagem de sustentabilidade: economia, ambiente e sociedade. O trabalho conclui com um exemplo de aplicação para a priorização de investimentos em potencial estradas e rodovias conversão rural de um conselho provincial.

PALAVRAS CHAVE:

Avaliação da Sustentabilidade, método Método MIVES, Meio Ambiente, Barcelona, ​​rede local, conselho, Índice de Sustentabilidade multi-critério.

Associação Espanhola de Estrada
Goya, 23 - 4º direito.
28001 - MADRID (Espanha)
Tel.: (34) 91 5779972
Email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Seguimos em:

Os cookies nos permitem oferecer aos nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso de cookies. Consulte a política de cookies