Espanhol Inglês Francês Alemão Italiano Português Russa

(Tradução automática)

Contradições da percepção na segurança rodoviária

Patricia Flacco
Psicóloga Infantil
município gabinete psicofísica de Rosario (2000 Rosario, Argentina)

Julian MINTEGUÍA
médico
Psicofísica Gabinete coordenador médico da cidade de Rosario (2000 Rosario, Argentina)

Maria Laura COULTER
Licenciatura em Estatística

Sumário
O objetivo específico da pesquisa é comparar a percepção de risco com o compromisso pessoal e sem compromisso. Pretende-se contrastar o "discurso declarativa" de "fazer experiencial". Ao administrar uma pesquisa de opinião surge recolha, de acordo com a teoria de Gerald Wilde sobre a homeostase de risco, as diferenças entre percepção de risco e de risco disposto a aceitar.

análise global dos dados infere-se que a exposição ao risco é maior naqueles problemas que os motoristas têm a "ilusão" de ter o controle. Em todos estes casos, eles são projectados como condutores, e como tal são acreditados capaz de controlar e resolver situações. outras variáveis, como idade, sexo e experiência de condução foram analisados.

Palavras chave: Risco, Conduzir, Percepção, aceitação, segurança rodoviária, Acidente, Tráfego, Trânsito.

Associação Espanhola de Estrada
Goya, 23 - 4º direito.
28001 - MADRID (Espanha)
Tel.: (34) 91 5779972
Email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Seguimos em:

Os cookies nos permitem oferecer aos nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso de cookies. Consulte a política de cookies