Espanhol Inglês Francês Alemão Italiano Português Russo

(Tradução automática)

Esplendor na 90

A consolidação definitiva da AEC veio nos anos 90. Coincidindo com um grande crescimento da rede rodoviária espanhola, a Associação alcançou um enorme desenvolvimento institucional e uma grande projeção pública, graças, entre outras coisas, à sua política de comunicação eficaz. .

Um dos principais problemas que a Administração teve que enfrentar nestes anos foi a escassa coordenação entre os responsáveis ​​pelas rodovias nas diferentes comunidades autônomas. Para ajudar a pôr fim a esta situação, a Associação Espanhola de Estradas promove a criação da Direção Geral das Comunidades Autónomas e dos Conselhos Provinciais, órgão que continua a reunir-se periodicamente até hoje. Os Directores Gerais reunidos, para além de discutirem questões de interesse comum, acordam políticas em determinadas áreas (sistemas de contratação, segurança rodoviária, etc.).

Durante os anos 90 o trabalho da AEC foi incessante e, para além dos congressos de periodicidade fixa, realizaram-se muitos outros encontros que tiveram muito sucesso tanto a nível de presenças como de organização: SPRINT (Barcelona, ​​1994), SHARP (Barcelona, ​​1995) , Congresso Europeu de Misturas Drenantes (Madrid, 1997) e grandes reuniões organizadas com as comunidades autônomas como o Congresso Nacional de Empresa (com a Junta de Castela e Leão em 1996 e 1998) ou o I Congresso Rodoviário da Andaluzia (COAC), em 1998.

III Congresso Nacional da EmpresaMas acima de tudo, destacou-se o XII Congresso Mundial da Federação Internacional de Estradas (IRF), realizado em Madrid em 1993. Foi a prova de fogo para a Associação Espanhola de Estradas que, pela primeira vez, organizou um encontro mundial de dimensões e características semelhantes.

O desdobramento de recursos materiais e humanos foi colossal e os resultados foram excelentes: cerca de 3.000 participantes representando quase 100 países, uma exposição de 3.000 m2 em que foram construídos 73 estandes e uma presidência de luxo realizada pelo Rei Juan Carlos I, encarregado de abrir as sessões. Nesse mesmo ano, o Conselho de Administração da Associação concedeu a Don Juan Carlos o maior prêmio da AEC, a Medalha de Ouro da Estrada.

XII Congresso Mundial da Federação Internacional de Rodovias (IRF)Por outro lado, as atividades da Associação no âmbito hispano-americano, juntamente com as relacionadas com a União Europeia, constituem duas linhas de ação fundamentais durante esta década.

A colaboração com os países do centro e sul do continente americano foi extraordinária durante estes anos, criando em 1996 o Programa de Cooperação Ibero-americana de Informação Técnica e Científica Rodoviária. Na mesma linha, em 1999, aconteceu em Sevilha o 10º Congresso Ibero-Latino-Americano do Asfalto, no qual se inscreveram mais de 1.000 congressistas.

Associação Espanhola de Estrada
Goya, 23 - 4º direito.
28001 - MADRID (Espanha)
Tel.: (34) 91 5779972
Email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Seguimos em:

Os cookies nos permitem oferecer aos nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso de cookies. Consulte a política de cookies