Observatório de Boas Práticas Ambientais em Manutenção de Estradas

Medir o impacto ambiental de uma estrada não é importante apenas quando se planeja e se constrói. Uma vez colocado em serviço, essa infraestrutura também deve ser mantida e mantida com critérios que respeitem o ambiente afetado. Este é um passo fundamental que requer mais do que disposição para sua execução. Em primeiro lugar, é necessário que o pessoal encarregado dessas tarefas de conservação receber formação específica sobre o assunto.

Para este fim, a biodiversidade e os espanhóis Estrada Association (AEC) Foundation, em Dezembro de 2006 eles assinaram um acordo para desenvolver um programa de treinamento abrangente para a conservação sustentável da infra-estrutura rodoviária. Este programa foi financiado pelo Fundo Social Europeu e pela Fundação Biodiversidade si no âmbito dos programas operacionais e de Educação Continuada Empreendedorismo 2000-2006.

O projeto está dividido em várias fases que culminaram em uma série de cursos gratuitos para freelancers e PME do sector da manutenção de estradas. Entre as atividades realizadas no âmbito deste programa incluiu o desenvolvimento de um Manual de Boas Práticas Ambientais em Manutenção de Estradas e guia do formador e um vídeo descrevendo os fundamentos desta iniciativa.

Para a realização deste material, e para avaliar o grau de implementação das políticas de gestão ambiental nas empresas e o nível de conscientização de seus colaboradores e gestores, a AEC elaborou e divulgou uma pesquisa entre técnicos, engenheiros civis , Engenheiros de Canais e Portos e Obras Públicas relacionados a este campo. Com os resultados da pesquisa, que reflete as experiências, conhecimentos e deficiências do setor, foi desenvolvido este manual, que serviu de base teórica para todo o plano de treinamento. 

 

Os cookies nos permitem oferecer aos nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso de cookies. Consulte a política de cookies